13 março, 2011



video

E não é que o cinema em 3D anda sacudindo a poeira da boa e velha ópera? Quase 140 anos depois de estrear em Paris, a eternamente bela "Carmen" (de George Bizet) ressurge, oxigenada - na telona.  Simplesmente "desbundei" com o realismo das imagens e a fidelidade do som. E, embora me considere uma ignorante no quesito, arrisco dizer que o elenco da Royal Opera House de Londres se sai muito bem na execução dessa ópera - que exige ao extremo de quem interpreta os personagens centrais (so intenses...).  

 
Por Sônia Guimarães às 13:11     2 comentários