16 dezembro, 2005

 Foi no meio do show dos adoráveis The Strokes que tomei a difícil resolução: não vou mais a   shows com platéias superiores a cinco mil pessoas. Quem me conhece, sabe bem: estou   abrindo mão de um dos meus maiores prazeres.

 Pela música eu continuaria frequentando megashows, numa boa. O problema é a função   antes, durante, e depois! Leva-se um tempão pra chegar, espera-se muito pelo início dos   shows, tem sempre um monte de 'malas' rindo e conversando alto no ouvido da gente,   inclusive no meio de solos incríveis - não sei pelo quê essa gente pagando, eu quero ouvir a   música! !

 Não foi sempre assim... Mas com este mundinho cada vez + cheio, nada jamais será como   antes.


 Meu primeiro 'teste' foi o Claro Que É Rock... fiz de conta que não  era comigo. Em seguida   vieram os dois shows do Pearl Jam no Pacaembu (pertinho de casa, dá pra ir a pé). Nã,nã,nã. 

 Confesso que temia uma sindromezinha de abstinência, afinal me  considerava quase   viciada em shows de rock'n'roll... Tô bem!

 Os Stones vêm aí, U2 também, Madonna maybe. Será que resistir hei de? Já assisti a shows   de todos (Stones, 3x),  de modo que sei  bem o que vou perder. Mas só de pensar já me dá   um cansaço...


 A foto eu peguei emprestada da Radiola Urbana, revista eletrônica do meu amiguinho Ramiro   Zwetsch. Foi feita no "Claro Que É  Rock" durante o show do Nine Inch Nails, uma das bandas   que lamento sinceramente não ter visto tocar ao vivo.



 
Por Sônia Guimarães às 13:23     5 comentários
01 dezembro, 2005

No dia mundial da luta contra a aids, não há recado + importante e urgente: SEXO, SÓ DE CAMISINHA!!

Na foto um preservativo gigante veste o Obelisco, símbolo da Revolução Constitucionalista de 1932 e maior monumento da cidade de São Paulo - tem 72 metros. Ficou ótimo. Nesta metrópole que cultua as artes plásticas, taí uma autêntica instalação...

 
Por Sônia Guimarães às 13:16     1 comentários