17 janeiro, 2007


A primeira revista de informática que comprei na vida foi o número 2 da Internet World, versão brazuca de uma das melhores publicações do gênero nos Estados Unidos, e que baixou por aqui em 1995 - quando a world wide web recém começava a se estender pra estes lados. A capa aí de cima é do terceiro número da Internet World (outubro de 1995). Pra não deixar dúvidas de que desde sempre se namorou pela rede. Com a diferença de que naquele tempo o indice de internautas inteligentes era beeeeeem mais elevado.


Quando virei leitora da Internet World eu ainda nem tinha computador com modem, trabalhava com um Toshiba herdado de uma das minhas irmãs - que operava com DOS. Só que meus principais amigos e/ou colegas já eram felizes proprietários de um PC com suporte pra Windows 3.11 (e acesso à internet!) e me atormentava a idéia de ficar pra trás (de qualquer forma). Assim decidi que no mínimo precisava saber de tudo o que ia pelo cibermundo - lendo nas revistas!


Não foi fácil aprender a navegar sem barco. A internet gerou um vocabulário mais do que específico. Nas primeiras tentativas eu lia, relia, e não entendia quase nada. Foi depois do quinto ou sexto número (a I-World era mensal) que finalmente comecei a captar a mensagem.


Acima, a capa do número 18. Já estávamos em setembro de 96, quando a rede virou um vício coletivo. Aliás, o primeiro que não tive receio de revelar...


 
Por Sônia Guimarães às 11:40    


2 Comments:


At 17 janeiro, 2007, Anonymous Beth_Alo

Muito legal essa história,Soninha. E eu lembro desse computador Toshiba! Foi bem na época em que trabalhamos juntas. Um beijo!

 

At 18 janeiro, 2007, Blogger Sônia G.

hehehe.. good times, hã??